A Gruta do Lou

Arrependimento, a chave do coração de Deus

A leitora esporádica Michelle, passou por aqui hoje e fez um comentário pouco calmo em um dos meus posts. É aquele onde inicio chamando o Senhor Jesus de fanfarrão. Claro que o faço olhando do ponto de vista de algum ateu, perplexo com as ousadias do mestre. Mas a Michelle, tadinha, não acompanhou a minha ironia e apontou sua metralhadora em minha direção e ameaçou: Arrependa-se ou vai se arrepender!

Teologias falaciosas têm a capacidade de mudar meu foco instantaneamente. Esqueci a arma apontada em minha direção enquanto meus pensamentos escapavam na direção dessa falsa premissa. Imaginem se o arrependimento possuísse mesmo essa capacidade. Começando por livrar a cara da blasfêmia nossa de cada dia. Deus é um panaca e o filho dele um babaca. Ops! Desculpa aí coroa, já me arrependi. Foi mal.

Se fosse esse o dogma, bastaria ao Bush, agora, achar o cantinho do salão oval (essa eu queria ver) ajoelhar e dizer a Deus: Oh, me arrependo de ter mandado derrubar o Word Trade Center com intenções de arrumar um bom motivo para invadir o Afeganistão e o Iraque, destruir as provas da fraude de minha primeira eleição e, claro, diminuir um pouco o elevado número de imigrantes brasileiros, argentinos, iranianos e toda essa gentalha. Pena que alguns americanos tenham ido junto, mas eram todos pobres. Também me arrependo de manter a guerra durante os meus dois mandatos, mas nosso povo precisa de heróis e manter a supremacia mundial, sem falar no detalhe do nosso petróleo estar acabando. Melhor prevenir que remediar. Morreram mais alguns milhares, mas oh, estou arrependido. Se não mantivermos todo mundo focado nisso, eles perderão o respeito. Me arrependo de ter deixado a economia desandar, apesar da culpa maior ser do Grispin, que pulou do barco. Arrependo-me de ter me metido nessa embrulhada toda, pior ainda, lembrar de quantos whiskies deixei de tomar, esse tempo todo, para manter certa postura.

Nesse caso, nem precisaria ser um arrependimento sincero. Deus é meio bobo e não percebe quando estamos sendo sinceros ou não. Essa é outra falácia inventada pelos fundamentalistas. Ele quer mais é arrependimento. Cada oração de arrependimento realizada aumenta as estatísticas favoráveis e o departamento de propaganda do céu pode divulgar na mídia o bom desempenho de seu governo extremista.

Lembrei daquele idiota que acreditava ser o arrependimento condição essencial à sua salvação. Trouxa! O perdão de Deus é incondicional. Muito melhor ainda, muito mais do que nós imaginávamos. Bush não precisa mais achar um canto no salão oval. Está perdoado, mesmo tendo sido o maior crápula desse século, até aqui. Certamente, outros virão. A Telefonica é seria candidata a desbancá-lo. O Barack que se cuide, caso contrário, pode ficar com a taça. Morro de mede dele arrumar os EUA e desarrumar o resto do mundo. Na eternidade teremos Bush à direita e, ninguém menos do que, Adolf Hitler à esquerda ou vice-versa, fora Sandan, Collor, Marta, Severino, Lampião, Idi Amin, Chaves, Morales, xiiiii e eu.

Arrependam-se, o Reino de Deus chegou.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

8 thoughts on “Arrependimento, a chave do coração de Deus

  1. Caro Lou,

    Leio com muito gosto os seus textos mas não me sinto á altura de os comentar.

    Quero que saiba isto e que saiba tambem que tenho por si grande estima, consideração e admiração.

    Deixo-lhe um abraço

    Viviana

    Respondi por E-mail.

  2. Opa, eu quero estar na lista.

    Afinal, a graça e a misericórdia divina alcançaram judeus e não-judeus.

    Ah, Lou! E não se trata de teologia falaciosa, pois falácias são verdades distorcidas, mas sim de mentirosas mesmo, distantes da verdade!

    Abraços, saudades.

    Deus é mesmo um coração mole. Se ele deixasse essa decisão por minha conta, muita gente ficaria de fora, menos você claro.

  3. Ah, mas eu adorei o comentário da moça, ela mandou você ir procurar o que fazer. Serviu também pra mim. À propósito, eu me arrependo de todas as bobeiras que já falei aqui na Gruta.

    Olha, Lou, eu acho que até já disse isso aqui, mas nunca é demais repetir, os pastores não pregam aos domingos sobre a Graça. Porque se eles o fizessem, e o povo realmente entendesse, não haveria ninguém no próximo domingo. Não é que eu advogue o não ir à igreja, isso deve ser resolvido no íntimo de cada um, mas a grande maioria vai por culpa, medo…

    Pode falar o que quiser, mas jamais contra o dono. 🙂
    Hummm!! Será que a idéia de igreja não era outra?

  4. Caro Lou,

    Passei por aqui para lhe desejar um a boa quarta-feira e
    deixar um abraço

    viviana

    Enviei um E-mail para você. Espero que tenhas recebido. Abraços.

  5. Lou,

    Que Graça é essa, que escandalosamente perdoa ao mais vil pecador? Paulo o apóstolo, também se incluía nesta lista ao dizer que Cristo Jesus veio ao mundo salvar os pecadores, dos quais ele era o principal.
    Espero sua visita qualquer hora lá no meu blog.

    Abraço.

    Bem-vindo! Obrigado pela visita. Irei ao seu blog, sem dúvida e estou acrescentando um link para ele. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.