Evangelização até o computador

Não sei se existe outro mecânico de computadores que distribua conselhos e opiniões teológicas enquanto detona vírus e HDs por aí. Só euzinho mesmo. Bom, pelo menos é um diferencial. Gozado, no meu tempo, diferencial era uma peça enorme que ficava na parte inferior dos caminhões e carros. Enfim, dou pitacos teológicos enquanto “conserto” as máquinas dos caras, sem falar nos meus dotes marketeiros, eles me permitem momentos muito prazerosos também, em meio à clientela dos micros travados. A galera se amarra nos paradoxos do velhinho, aqui. Que ninguém nos ouça, sou mesmo um evangelista pós moderno.

Sábado, enquanto a maioria dos preclaros leitores deglutia suas pizzas com vinho de qualidade duvidosa, exceto as exceções, o papai aqui enfrentava mais um grande moinho de placas e chips lá pras bandas paulistanas. Bom, geralmente os meus clientes fiéis só me chamam quando ninguém mais deu jeito na situação, problemas de custo – benefício. Claro que não foi o caso, nesse caso. Mas falamos de culpa existencial, tema do post anterior e depois, de finanças, inclusive.

Como todo mundo sabe, costumo ensinar sobre o que não deve ser feito com o dinheiro, uma especialidade do autor, ou lições de um vencedor mais que perdedor, meu próximo lançamento em livro. Mais um que deverá bater todos os recordes dentre os menos vendidos e será mais um bad-seller, sem dúvida. Tudo isso é grátis, você compra só o chocolate e leva batatinha e um copo d’água por R$ 5,00, apenas. No meu caso, eles compram o conserto do Personal Computer e levam conselhos teológicos e consultoria em marketing e finanças grátis.

Fala a verdade, não há nada igual no mercado. Certo? Os cuidados desse mundo são poderosos. Quando li as palavras do Nazareno pela primeira vez, fui logo pensando: Comigo não violão! Não deu outra, fui tragado pelos tais cuidados. Ai de mim, tomara que Ele tenha brincado sobre o tal lago de fogo e enxofre, só para por medo em covardes como eu. O fato é que está cada vez mais difícil para Deus conseguir colocar sua Palavra na alma da negada e Palavra agora vai com conselhos financeiros porque ela não pode voltar vazia. Essa eu aprendi vendo certo programa neo – penteca aos sábados pela manhã.

lousign

Author: Lou Mello

6 thoughts on “Evangelização até o computador

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Já usei teus bons serviços, e ouvi teus…ahn… conselhos. Paguei pelos serviços e não segui os conselhos. Sei lá… sou meio arrogante e esse negócio de seguir conselho dos outros soa humilhante.

    Se não me engano, nós dois temos a mania de tomar notas enquanto os outros falam, mas tanto você quanto eu não as lemos depois, certo? 🙂

  3. O Homem de Nazaré era o rei do paradoxo: Sejam perfeitos como vosso Pai… Vai e não peques mais… Apertada é a porta e estreito o caminho, etc. Essa coisa de endividados, tristes e etc… é muito legal.

    Se ele tivesse no céu um bom analista de curriculos não ficaria por aí com essas excentricidades populares ou populistas.

  4. Tem uma teoria, que consiste em afirmar que a negação de hoje, torna-se aceitável amanha e praticável num terceiro momento.

    Tome cuidado com os programas da tv…tendem a querer que aceitemo-los.

    Abraço Lou.

    Anotado, tomar cuidado com programas de TV, já em andamento e observar que as negações de hoje podem tornar-se aceitáveis amanhã. Essa eu não tenho praticado.

  5. Quando pequena, tinha pesadelos horríveis, toda vez que
    lembrava da possibilidade de ir parar no lago de enxofre… naqueles dias, nem brincava, ficava muda… o medo de cometer qualquer deslize me paralizava.

    É, algumas histórias bíblicas podem ser horripilantes. Essa é uma delas.

  6. Oi Lou, tudo bem por ai?

    Xiiiii, quem é que nunca seguiu outro caminho???Que atire a pedra. Gostei da imagem do post, ela por si só já diz muita coisa.

    Um grande abraco menino

    Gostei do “menino”! Ah… e da visita, claro. Grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *