A parábola dos Tais… lentos – A Missão

O TEXTO

Mateus 25:14—30 — A Parábola dos Talentos

14 Pois será como um homem que, ausentando-se do país, chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens.

15 A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um, a cada um segundo a sua própria capacidade; e, então, partiu.

16 O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar com eles e ganhou outros cinco.

17 Do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois.

18 Mas o que recebera um, saindo, abriu uma cova e escondeu o dinheiro do seu senhor.

19 Depois de muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.

20 Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou outros cinco, dizendo: Senhor, confiaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei.

21 Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

22 E, aproximando-se também o que recebera dois talentos, disse: Senhor, dois talentos me confiaste; aqui tens outros dois que ganhei.

23 Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

24 Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse: Senhor, sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste,

25 receoso, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

26 Respondeu-lhe, porém, o senhor: Servo mau e negligente, sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?

27 Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu.

28 Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez.

29 Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado.

30 E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.

A explicação I

O homem que se ausentou chama-se Jesus de Nazaré.

O país poderia, muito bem, chamar-se Brasil.

Seus servos? Humm… pastores, padres, missionários, espirituais cristãos, enfim, todos os que receberam os bens de Jesus a serem cuidados por Ele.

Os talentos? Vida e vida abundante, Amor, alegria, paz, longanimidade, bondade, generosidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.

Os Servos bons e fiéis multiplicadores de talentos.

O Servo inútil e/ou Servo mau e negligente escondeu seus talentos.

A explicação II

O país tem suas riquezas primárias à disposição de todos. Através dos servos, as pessoas usariam bem ou mal essas riquezas.

O julgamento

sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?

Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros, e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu.

Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem dez.

Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado.

E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes.

Ultimo Aviso

O Brasil, os servos de Cristo e os brasileiros ainda têm algum tempo para dar meia volta e fazer o que Deus espera. Não é trabalho fácil, precisamos limpar o país de toda imundície, imoralidade, cobiça, ladroagem, infidelidade, mentira, corrupção, assassinatos, roubos, pilantragem e vagabundagem. Cada um sabe muito bem onde precisa ajustar-se.

As tropas inimigas (espirituais) estão prontas para atacar e só Deus poderá detê-las. Elas usarão tudo (e todos) que estiver à disposição delas.

Obviamente, você e eu estamos vendo, ouvindo e temendo pelo que poderá nos acontecer. Todos sabem que o perigo é real. Então porque não faz a sua parte? Salvará a si próprio, sua família e a nação.

E aí, é você um dos Tais… lentos?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *