A Gruta do Lou

Mike e as baratas

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratas

Em certo momento de minha vida, trabalhei como vendedor externo de rolamentos na mesma empresa onde o Mike* era vendedor interno. Nós dois estávamos frustrados, nessa época, feito baratas tontas. Acreditávamos no chamado de Deus para o campo missionário e veja onde fomos parar.

Certo dia, o Mike me chamou para uma conversa séria. Estranhei, pois apesar de nossas tristezas em relação ao distanciamento de nossos chamados, ainda éramos bons gozadores.

Uma vez, apareceram uns camundongos em nossa casa. Encontrei com o Mike na Igreja com a esposa e conversa vai conversa vem, minha esposa mencionou os tais Mickeys. Na mesma hora o Mike exclamou: Não me diga! Vamos pra sua casa já, expulsar esses intrusos nocivos.

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratasFalou isso já andando em direção ao carro. Não houve tempo para enrolar o cara. Só sobrou aceitarmos, mas desconfiados. Chegando lá, mal entramos na casa, ele pediu para darmos as mãos. Éramos quatro e ele dirigiu a oração de capitulação dos ratos com grande ênfase e volume de som em suas frases, terminando com o habitual “em nome de Jesus”.

Depois disso só apareceu mais um dos invasores. Certa noite ao chegarmos em casa. Eu estava calçado com minhas botas de cano longo da Jeans Daniel’s e num reflexo incomum, mandei o carinha para o inferno, apesar do corpinho ter ficado sob a bota, até limpa-lo na lata do lixo.

Esse era (e talvez ainda seja) o Mike. Fiquei sabendo de seu ministério nos Estados Unidos. Sei lá.

Então ele começou a descrever o projeto de alforria dele: “uma empresa dedetizadora”. Rapidamente mencionou a possibilidade de ganhos com pouco trabalho, e isso era imprescindível para nós dois. Inocentemente, perguntei-lhe sobre quais providências ele já havia efetivado. Com aqueles olhos negros por trás das lentes grossas de seus óculos de armadura preta ele confidenciou:

         – Já estou criando as baratas!

Moral da história: “Se pretende enriquecer, comece a criar baratas”. acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratas

Vivemos em um planeta suficientemente grande, embora alguns (ou muitos) grupos gastem milhões para nos convencer e acreditar no contrário. Evidentemente, pessoas ansiosas (e não são poucas), entre outras maluquices, já contam com o fim do mundo.

Até onde se saiba com certeza, só há um planeta habitado até agora. Caso haja outros com alguma vida, seriam poucos em meio a milhões de outros ainda não habitados. E esses loucos de “marré de ci” surtando com o fim de tudo, só por acreditarem no ocaso do espaço disponível em nosso planeta Terra.

Não são muitos os caras como eu, mas há um bom grupo de desconfiados por aí. Já fui chamado (ou continuo sendo) de adepto da Teoria da Conspiração. Sou obrigado a parabenizar quem inventou essa desinformação, embora seja meu inimigo. Mas desconfio e muito de várias cositas.

Saúde

Vamos começar pela “Saúde”. Quando Deus criou o mundo (veja como foi lendo o livro de Gênesis, o primeiro em sua Bíblia. Se não tem uma Bíblia, se mata ou compra uma, rapidinho), não consta a criação de doenças, pestes, animais nocivos e todas essas maldades conhecidas hoje. Segundo meus estudos de Astronomia e Geofísica, nosso planeta deve estar comemorando o aniversário dos quatro e meio bilhões de anos e ainda viverá até os onze bilhões, ao menos.

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratasNesse período, humanos e animais (não acredito serem da mesma espécie, muito menos no Darwin) foram desenvolvendo isso e aquilo. Os seres humanos bem mais, criaram e inventaram um monte de cacarecos, alguns úteis e a maioria inúteis. O fato é, doenças, pragas, animais nocivos, vacinas e tratamentos médicos e finalmente, a medicina e os laboratórios surgiram. Alguém cruzou os bichinhos até criar monstrinhos ( a tal coleção das baratas do Mike) e pimba! Lograram não só os animaizinhos nocivos, como descobriram os vermes nos cadáveres e acharam uma atividade mais, digamos, dignas para eles. Veja bem, só haviam os animais e os seres humanos (os Mikes e os outros) por aqui, aliás como ainda é.

Aconteceu ao contrário algumas vezes, reconheço. O tal de Alexandre Fleming (não era um Mike) era um cientista e inventou o antibiótico, ou seja, a penicilina. Ele ainda não sabia, mas estava criando baratas sem saber (veja bem como eles chamam o trem: DROGA). Apresentou o invento em uma conferência médica e os presentes menosprezaram seu invento. Ele foi embora cabisbaixo, morreu e não ficou sabendo o que os Mikes fizeram com aquilo, mas você e eu sabemos.

Armas

Então, apareceram as armas. As fundas (uma espécie de estilingue do oriente médio), lanças, espadas, facas, etc., as chamadas armas brancas e não me pergunte por que dessa designação. Então apareceu a pólvora, daí as espingardas, garruchas, revolveres até o fúsil AR30 (os preferidos dos irmãos dos petistas, psolitas, werevis, envolvidos com tráfico de drogas e suas outras atividades necessárias para sustentar o negócio), tanques, submarinos, submarinos nucleares, caças, porta-aviões, caminhões lança misseis, misseis, bombas, inclusive as atômicas. etc.

Matar e Roubar

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratasEntão, os ascendentes do Mike, via desinformação, convenceram alguns humanos nada chegados a trabalhar, a roubar e matar para obter as coisas de seus iguais. Aliás, essas invenções ocorreram há alguns dos bilhares de anos da existência da Terra. Em nossos dias, criaram baratas descobrindo as drogas. Surgiu o tráfico de drogas, os morros e, finalmente, as armas. A droga até dá dinheiro, mas o barato dos Mikes e vender armas, computadores e smarthphones, claro.

Transportes

Também surgiram meios de transportes: todos meios de transportes de terra, mar e ar, já seus conhecidos. Embora não sejam considerados tão nocivos quanto as armas, nada matou mais pessoas e animais, perto deles. Eles apareceram graças aos ascendentes do Mike, todos exímios desinformadores, depois de terem abandonado a criação de baratas e camundongos, afinal isso dava muito trabalho. Eles convenceram alguns humanos criativos a desenvolver essas máquinas, com a desculpa da necessidade peculiar à humanidade para ir e vir com segurança e conforto.

Obviamente, os seres humanos ascendentes do Mike, perceberam a necessidade dos outros seres humanos e também os animais (esses seres vagabundos não trabalhadores, mas consumistas de grande parte dos alimentos disponíveis, além do espaço imenso utilizado) de comer.

Leis

Assim, trataram de criar algo um pouco mais elaborado em relação às baratas, ou seja, as leis. A Lei de Deus (também em sua bíblia mais perto), a lei dos homens, a lei das esposas, dos comunistas, do Murph, etc. Com as leis, os Mikes passaram a manipular os outros, seja como políticos, padres, pastores, professores, pais, policiais, promotores e todas as pragas desinformadores (cujos nomes começam com p – advogado também começava com p -padvogado- mas eles tiraram o p para disfarçar, acho). ou como deuses. Todos exímios elaboradores de leis.

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratas

Você leitor, é muito mais inteligente em relação a mim. Talvez até seja um descendente dos Mikes, os caras mais inteligentes da face do planeta, embora tenham um certo distúrbio em relação ao caráter. Sendo assim, você já sabe do fato dos inseticidas terem sido criados depois das baratas e não o contrário.

Cibernética

Por que você está usando um computador (note ou pc, smarthphone, iped, ipod, e outros is-isso e aquilo) ou o Google e os outros acessórios? Meu, o Zuckerberg criou o Facebook depois de tomar um pé no traseiro de uma garota da qual estava a fim. Foi a criação de baratas dele. O cara era um Mike com um crânio do tamanho de Júpiter e deu nisso.

E o Jobs, ele não queria trabalhar de jeito nenhum, muito menos estudar, então criou só a Apple. Sem falar no Gates, ele precisava de um programa para computadores para vender à IBM. Essa empresa já estava com os computadores pessoais prontos, mas não tinha um programa e o Gates mentiu informando ter um programa e, em breve, levaria o programa para eles. Então ele e seus colegas (começaram a criação de suas baratas) saíram à caça de um programa e o descobriram em uma lojinha qualquer, dessas onde se consertam TVs velhas e compraram por vinte mil dólares o DOS de um imbecil inventor, sem DNA dos Mikes compradores.

Depois daquele papo com o Mike, uma das mentes mais brilhantes sobre a Terra, apesar do caráter, tudo mudou na minha vida e me tornei, sem querer querendo, em um anarquista, pois foi a sobra do tacho para mim, Toreau, Gandhi, Martin Luther King, Mandela e um menos conhecido chamado Jesus, já que não era um Mike da vida.

Preste atenção, quando surgirem boatos ou mesmo notícias no Jornal Nacional sobre pestes, epidemias e situações correlatas, podem apostar no trabalho incessante de alguns Mikes antes disso vir à tona. Salvo enganos claro. Também será muito possível a existência de guerras, tumultos, assaltos, assassinatos, balas perdidas, graças aos Mikes, as mentes por trás desses probleminhas.

Lembrem-se, primeiro eles criaram as baratas e depois te venderam a dedetização.

§§§§§

*Mike: Olha só, isso foi só um nome genérico escolhido para meu texto acima. Houve um Mike, a morte do rato, a loja de rolamentos, etc. Mas esse Mike, apesar do DNA dos Mikes, era convertido e, finalmente, conseguiu ser um missionário. Se ele ainda cria baratas, isso não sei. Os Mikes existem a bilhões dos anos. Jesus os citou, em uma história do homem plantador de trigo e vítima do demônio (um Mike, talvez) tendo misturado joio (ervas daninhas) junto com as sementes do plantador. Com isso inventou os inseticidas e depois vendeu para a Monsanto e deu nisso aí, você e eu somos obrigados a comer inseticidas, ficar doentes, ir para o hospital, tomar antibióticos, UTÍ,  e cemitério ou crematório, se não for pior. 🙂

 

acabar-com-baratas-4-300x200 Mike e as baratas

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.