A Gruta do Lou

Não Matarás, se não pretende morrer

011215_1640_NoMatars1 Não Matarás, se não pretende morrer

Terrorista deixa cair tênis ao sair do carro para matar

Oia, “Não Matarás, se não pretende morrer” é mandamento da Lei de Deus, portanto, e antes de mais nada, meu negócio é a favor da vida. Quando Jesus foi crucificado ao lado de dois ladrões, o pecado cometido pelos romanos contra os três, devidamente apoiados pelos sacerdotes judeus, foi o de matar.

O mandamento divino é: “Não matarás”.

Mas isso é só o começo das dores. O legal dos mandamentos, inclusive esse “Não Matarás” é o fato deles nos remeterem a uma reflexão constante, um pouco na base da manipulação culposa, reconheço, mas capaz de nos ajudar a abraçar o lado pacífico e construtivo das causas.

Com toda a certeza, nenhum de nós sabe exatamente o que está acontecendo por trás desses acontecimentos. Esses caras são todos ilusionistas profissionais e estão certos de que todos nós acreditaremos naquilo que conseguirmos ver.

As conclusões nesse e em todos os casos conhecidos se baseiam no “show”. Então, quando você e eu não tomamos partido precipitadamente, quando buscamos entender o que está de fato acontecendo, ao invés de sair por aí cometendo o mesmo erro que acabamos de condenar. Qualquer dúvida, vide os casos do assassinato de John F. Kennedy e o ataque ao World Trade Center, por exemplo. Mas faça isso com isenção, desarmado e pronto para surpreender-se caso descubra que nada foi o que pareceu ser.

Atitudes equilibradas e pacíficas, além de eficazes, poderão nos conduzir em uma vida de paz e no porvir à vida eterna, segundo nos ensinam os textos sagrados das escrituras.

No caso recente, na França, terroristas (incluindo mandantes, independente da origem) pecaram e não importa o que faziam as vítimas. A seguir, as tropas francesas (polícia, exército, etc…) pecaram ao matar os suspeitos e ponto.

Ninguém tem permissão e/ou prerrogativa divina para matar, seja lá quem for. Será sempre assassinato e pecado. O pecado é consequencial, gera culpa e a culpa mata, mais e melhor do que terroristas.

O mérito das questões deveria ser tratado em outro departamento, provavelmente no andar de cima, salvo engano.

011215_1640_NoMatars1 Não Matarás, se não pretende morrer

Comments

comments