A Gruta do Lou

Não sou evangélico e pronto!

051714_1743_Nosouevangl1 Não sou evangélico e pronto!

Dia desses, fui surpreendido com um vídeo gravado pelo Pr. Ed Rene Kivitz, cujo título é “Insuportável (desabafo), postado em 15/12/2013”. Estou citando-o nominalmente porque o vídeo está postado no YouTube de forma pública.

Na verdade, é uma série de três vídeos onde ele narra o desabafo de outros três ex-pastores (Caio Fábio D’Araujo Filho, Ricardo Gondin e Ariovaldo Ramos) que ainda continuam sendo pastores com suas mega-igrejas e/ou agendas repletas de palestras pagas a serem ministras em igrejas evangélicas e grandes eventos evangélicos, país afora. sob o tema “Não quero mais ser evangélico” e entre eles, faz o próprio desabafo”.

Nos comentários lá no YouTube o pessoal já disse quase tudo, tais como a incoerência de não querer mais ser contado entre os evangélicos, mas continuar com todo o comportamento evangélico, sem mexer em uma virgula sequer, alterando só aspectos conjunturais muito convenientes a eles.

Sabe, para mim, se o cara não deseja ser mais ser chamado de evangélico, é simples: deixe de ser evangélico.

No meu caso, por exemplo, poucos me consideram evangélico, hoje em dia, porque deixei de ser evangélico, ao menos no comportamento. Não sou pastor, com ou sem igreja, não tenho salário ou rendas advindas de atividades evangélicas, não aceito a denominação de pastor, inclusive porque fui excomungado da igreja onde fui ordenado pastor; fui banido das escolas onde lecionava teologia, fui rotulado de comunista, esquerdista, whatever, inclusive pelo Júlio Severo, o que vem a ser uma grande honra para mim. Mas confesso que continuo firme em minhas crenças evangélicas. Não aquelas relacionadas a essa ou aquela igreja, mas ao Evangelho de Jesus Cristo, de quem me considero seguidor e propagador da mensagem deixada a nós por Ele.

Não tenho nada contra a maioria das igrejas conhecidas por mim, pessoalmente. Tenho muitos amigos nessas igrejas e não teria maiores problemas em comungar com eles, como não tenho. Vira e mexe um ou outro pastor e/ou evangélico me convida para almoçar, tomar um café e depois até me oferecem uma oferta para o combustível, movidos por compaixão.

Por enquanto, tudo que possuo é esse blog, onde falo de Deus, de Jesus, do Espírito Santo, da Igreja (não a de pedras mortas, mas a de pedras vivas) e dos fiéis e seus relacionamentos. Devo advertir que essa postura me trouxe um interminável e desumano ostracismo que, entre outras coisas, me jogou em uma situação duríssima de vida, não só a mim, mas toda a minha família. Passo vergonha diariamente ao chegar em casa de mãos vazias, isso quando saio.

Não tenho mais idade para voltar a dar aulas de Educação Física (minha primeira profissão antes de abandoná-la para me tornar missionário), ninguém mais me contrata para fazer consultoria especializada em organizações sem fins lucrativos evangélicas ou outras. No máximo, faço uns bicos em informática aqui e ali, mesmo assim, raramente. Não fossem alguns amigos (alguns nem são cristãos) e parentes, poderíamos estar na mendicância completa, hoje. Claro, confio em Deus e o vejo por trás das atitudes benevolentes dessas pessoas para conosco.

Não acredito que, qualquer um desses quatro camaradas ex-evangélicos e ainda evangélicos teriam peito para largar a vida evangélica e tornarem-se coerentes com seus discursos. Mas adoraria ser surpreendido por qualquer um deles. Usar chapéu de africano, não usar gravata, adotar estilo mais fashion, ler autores não evangélicos, adotar teologias profanas e/ou duvidosas, andar por aí divulgando vídeos ao melhor estilo dos nossos políticos altamente corruptos, falar palavrões, etc., não os torna nem os tornará não evangélicos.

Para eu acreditar em vocês será preciso muito mais, acima de tudo, deixar o discurso vão e fazer o que dizem acreditar. Fora isso, só poderei entender esse seu bla-bla-bla como conversa fiada para boi dormir.

Que Deus tenha misericórdia de todos nós, de vocês em suas inconsistências e de mim em minhas misérias.

051714_1743_Nosouevangl1 Não sou evangélico e pronto!

Comments

comments